Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

______BUÇACO______

TEXTOS ,SUBSÍDIOS, APOIO

______BUÇACO______

TEXTOS ,SUBSÍDIOS, APOIO

30
Dez15

PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE ?

Peter

 

 fumos.jpg

 Do meu ponto de  vista , este é o tratamento que a Fundação Buçaco e o

municipio da  Mealhada andam há anos a fazer tendo em vista reclassificar o  Buçaco Monumento Nacional e Património da Humanidade, uma coisa que leva anos de conversa e pouco de trabalho.É clara esta foto feita ontem,29, ás 17,30 minutos sob um cheiro nauseabundo.Ao fundo, um hotel de CINCO estrelas emoldurado pelo  pavor dum smog branco e negro e uma mata ameaçada pela morte que isto anuncia.Ouço tanta noticia falsa sobre esta farsa do Buçaco que já me convenço que este será de facto o trilho da regeneração, um caminho onde falta saber e dinheiro.Orgulhosamente só,esta Fundação requereu e conseguiu nada receber do Estado e os ganhos aparentemente são enormes, como se vê. Colocar um património nacional nas mãos da curiosiosidade e amadorismo dum municipio, do meu ponto de vista só produz resultados destes e vai levar  ano após ano a mais e maior destruição. È o claro fruto da muita irresponsabilidade dos intervenientes neste processo , incluindo  os que exercem papeis políticos sem preparação e sem senso.

 

 

15
Out15

SUBI LENTO À CRUZ...

Peter

DSCN4253.JPG

Subi lento á cruz alta por promessa
que não foi feita a qualquer divindade
rasgando a floresta pouco espessa
subi subi por ordem da vontade

cansado sim mas certo da viagem
alguns degraus acima o pedestal
despeja­-nos aos pés essa paisagem
que abarca quase meio Portugal

do Caramulo á Estrela ou a Lousã
de S.Jacinto á praia da Vieira
de S.João do Monte até Ançã

de S.Romão ao Círculo à Figueira
o sol aberto á vinda da manhã
ou no ocaso o mar como fronteira. 

29
Ago15

CRUZ ALTA DO BUSSACO

Peter

 

bus01.jpg

D evido ao seu destaque morfológico estima-se que a Cruz Alta

tenha sido desde tempos antigos uma referência tanto em relação

ao mar como em relação á terra. Adelino de Melo* em Subsídios

Para a História do Concelho da Mealhada, pretende ter existido  

no lugar uma filial do Mosteiro da Vacariça  com o nome de

Mosteiro de Santa Eufémia, cuja santa teria passado mais tarde

para a capela do mesmo nome na povoação de Lameira de Santa

Eufémia. Com as ruínas deste suposto mosteiro terá Manuel  

Saldanha , Reitor da Universidade , substituído em 1648 uma cruz

de madeira ali existente  por uma peanha circular encimada por

uma cruz de pedra .Os seus 547 metros de altitude são um

excelente posto de observação, dali se avista em dias limpos

uma extensa parte da zona centro de Portugal que vai do mar

às serras   da Estrela  Caramulo  ou do Açor e Lousã e seguindo

a orla marítima da  Figueira da Foz a Aveiro.

Conta a lenda , reforçada pela crónica dos carmelitas descalços,

que um antigo náufrago perdido no Atlântico foi pela vista daquele

ponto alto que encontrou a terra e se salvou . Logo, prossegue o

mito, se encarregou de subir ao ermo e ali colocar a primeira cruz

de madeira em agradecimento á benesse. Parece que desde

então terá sido permanente a existência do símbolo  a sinalizar

o facto.

Destruída várias vezes pelo tempo, por raios ou pelos humanos,

ela tem sido sempre recolocada com extrema teeimosia e precisão.

(*com base em texto de Frei Leão de S. Tomás)

 

05
Jun15

BUÇACO ESQUECIDO

Peter

buçaco1.jpg

O estado e o seu governo, abandonaram a Mata nacional

O deputado do PS António Cardoso preocupado

com a recuperação da Mata Nacional do Buçaco

solicitou ao secretário de Estado da Cultura apoio

e a sua intervenção junto do Governo para a

promoção da Mata a património da Unesco.

Tarde, mas reconhecendo o estado daquele espaço,

o deputado por Aveiro foi ainda porta voz da ffundação 

e do Municipio no que respeita a aprovação de 

verbas para o efeito.

Como tenho vindo a defender, o Estado  demitiu-se

do património nacional que é o Buçaco com a 

sua entrega ao municipio da Mealhada que não tem

capacidade financeira, nem critica, nem técnica

para executar  a tarefa. Mais uma vez acentuo que 

a mata é Nacional e é ao Estado que compete

zelar pelo que lhe pertence.

Entretanto a politiquice paroquial vai  alimentando ,

este estado degradantedum Estado que não cumpre

os seus deveres,preferindo que se destruam os valores 

comuns da  Pátria portuguesa.

 

16
Mai15

TJOLOHOLMS SLOTT

Peter

DSC_0352[1]

 Se há alguma razão para inserir esta construcão neste blog 

ela  tem a ver com a época  da sua edificacão  entre os finais do

sec. XIX e os principios do sec.XX , coincidente com a obra

do Palace do Bussaco. NO caso do Palacio da foto, entre os

anos de 1898 e 1904. Situa-se na região de Halland, na Suécia,

a 30 minutos de distância da cidade de Gotenborg.

Foi mandado construir por dois sujeitos ,James Fredrik e

Blanche Dickson e é hoje um cartaz de turismo da região. 

Circundado por uma floresta nativa de grande dimensão, 

o castelo, chamado de Tojolohlms, pode ser visitado todos

os dias mediante o pagamento de seis euros , mas a floresta

bem como os magnificos jardins e parques envolventes  estão

livremente  abertos ao visitante.

Sem duvida outro modo de ver as coisas num país onde a 

primeira prioridade são as pessoas e a manutencão de

todo o conjunto patrimonial  e ambiental  é exemplar.

Aqui fica uma imagem  que me parece eloquente. 

30
Abr15

A BATALHA E O CONVENTO

Peter

DSC_0203[1]

E m segunda edicão com o apoio da Câmara

da Mealhada e a chancela da  Editora Minerva

de Coimbra, reaparece  no mercado o livro

"Bussaco A Batalha e o Convento",um  ensaio

 que aborda os sucessos ligados à invasão

juntando militares, religiosos  populacão 

nos dias conturbados que  se viveram  em 

Setembro de 1810.

 

16
Abr15

1904-POSTAL

Peter

1904.jpg

 Este postal do Buçaco, carimbado em Lisboa Central em

23 de Junho de 1904 é do tempo da monarquia e dos primeiros

tempos também da existência do  Grande Hotel do Bussaco,

como é chamado na legenda. Tem quase 111 anos desde

a circulação e mostra a pujança da freguesia do Luso á época.

Deixamos o  postal para contrastar o mundo de então com

o mundo de declínio em que vivemos nos dias de hoje.

O espirito era bem diferente e as pessoas também, numa era

em que se davam primeiros passos no mundo da hotelaria

e do Turismo

 

06
Abr15

SEGUNDA-FEIRA

Peter

pascoafeliz.jpg

 Esta fotografia batida há 25 anos em Vale dos Fetos não tem

grande qualidade, mas tem a virtude de  mostrar vegetação 

abundante e tratada. Na segunda feira de Páscoa, era hábito 

antigo na freguesia fazer  um regalado farnel, juntar o folar pascal

e subir á Mata para almoçar e passar a tarde. Em família. 

A Mata do Buçaco era um pouco  da morfologia interior de

cada um,  batia no coração  do burgo com um  amor diferente

e  correspondido.Hoje, novos tempos, novas gentes ,

é propriedade de causalidades, objecto de interesses  e

poderes que a tem destruido e descaracterizado . 

Para os leitores que tem a bondade e paciência de me ler, 

desejo uma boa quadra Pascal.

 

Mais sobre mim

foto do autor

VISITAS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D