Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

______BUÇACO______

TEXTOS ,SUBSÍDIOS, APOIO

______BUÇACO______

TEXTOS ,SUBSÍDIOS, APOIO

23
Set08

D.MANUEL II

Peter

 

       

      (pintura de Medina)

 

     D. MANUEL II E O BUSSACO

 

D.Manuel II, último rei de Portugal, nasceu no Paço de Vila Viçosa na madrugada de sexta-feira do dia 15 de Novembro de 1889. Segundo filho do rei D. Carlos e da rainha D. Amélia, logo  lhe foi atribuído o titulo de duque de Beja e destinada a carreira naval.

  Foi na sequência da morte do pai e do herdeiro do trono o infante Luís Filipe, seu irmão, no atentado de 1 de Fevereiro de 1908, que herdou a coroa de Portugal na época difícil que antecedeu a implantação da república.

VIAGENS                         

    A primeira notícia da sua passagem pelo Bussaco consta das suas anotações escolares, registos que o infante fazia com muito pormenor e interesse. Assim, numa viagem de estudo á Serra da Estrela no ano lectivo de 1902/1903, anotou nos seus cadernos:

      7º Dia da viagem: Mangualde a Bussaco …. 149,9 Km

      8º Dia da viagem: Descanso no Bussaco

      9º Dia da viagem: Bussaco-Tancos………… 180,0 Km

Noutra anotação sobre viagens refere o príncipe nos mesmos cadernos de anotações:

      “Passeio de S. Pedro do Sul ao Bussaco, por Águeda, total de 169,7 Km “ e logo depois, “Bussaco a Penacova, por Coimbra, total de 50,8 Km

GABY DESLYS                           

     Em 1910, durante o período conturbado dos finais do seu reinado que antecederam a implantação da República, foi o monarca aconselhado pelos seus médicos a afastar-se de Lisboa e descansar. A 12 de Julho partiu para o Bussaco onde permaneceu até 23 de Agosto. Na capital, a insurreição estava praticamente instalada e as ameaças da revolução eram uma constante, fervilhavam as mais controversas notícias e os mais diversos boatos. Logo a 14 de Julho, tinha o rei acabado de chegar ao Bussaco constou que a revolução sairia no dia 15 e que o rei seria alvo dum rapto no Palace Hotel.

         O Governo, presidido por Teixeira dos Santos acautelou a integridade do rei enviando para sua protecção quarenta policias como força de segurança, agentes da judiciária, uma força de infantaria e um destacamento de cavalaria. Nestas datas, todas as forças se mantiveram em rigorosa prevenção, particularmente em volta do Palace Hotel onde se instalava o monarca.

        É também desta estadia a presença da actriz e bailarina Gaby Deslys com a qual teria tido um romance amoroso.

        D. Manuel conheceu a actriz numa estada em Paris e ter-se-ia encontrado com ela a primeira vez no seu camarim do Capucines , após o espectáculo. Daqui nasceu uma relação que se manteve alguns anos, perante o desagrado da rainha D. Amélia, sua mãe.

         Quando regressava de Londres, onde esteve presente nas cerimónias fúnebres do rei Eduardo VII, em Maio de 1910,D. Manuel passou por Paris onde matou saudades, para depois, no mês de Julho, estar de novo com a bailarina no Bussaco.

          A propósito desta relação escreveria D. Amélia: “ vim a saber pelas más-línguas que Manuel ainda tem uma paixoneta por essa divazinha do music-hall parisiense Gaby Deslys, de origem marselhesa, cujo verdadeiro nome é Gabrielle Caire. Correm boatos segundo os quais Manuel segue as pisadas do pai e os seus esforços políticos são imediatamente anulados por isso.”

      Também os partidos políticos, sobretudo os da oposição, mas também os monárquicos, aproveitaram esta situação para denegrir a figura real e a própria monarquia. O próprio rei, diria a propósito: “ Quem não o devia saber soube-o! Os outros, que o deviam calar, esqueceram-se de ser discretos”

 MUSEU MILITAR-27 Setembro 1910                   

Um dos últimos acontecimentos que teve  participação real decorreu quanto das comemorações dos cem anos da batalha do Bussaco , no dia 27 de Setembro de 1910.

 O rei deslocou-se ao Bussaco em comboio especial naquele que foi um dos últimos actos públicos do Governo e da Monarquia participando directamente nas cerimónias com grande brilhantismo e com a presença de altas personalidades, entre elas o Duque de Wellington, Lord Arthur Charles Wellesley, neto do duque general. Presentes também os ministros da Guerra e dos Negócios Estrangeiros que acompanharam o rei na sua deslocação.

   Durante a visita, que decorreu com pompa e circunstância, não deixou de se respirar o pesado ambiente de instabilidade politica que se vivia na altura e que terminou alguns dias depois na revolução republicana do cinco de Outubro. O rei inaugurou o Museu Militar do Buçaco, instituição que subsiste hoje associada na sua fundação á figura do rei e ao seu pequeno reinado.

   D. Manuel viria a ser um exilado em Londres, onde casou com D. Augusta Vitória, filha do seu primo o príncipe alemão Guilherme de Hohenzollern, enlace que não produziu descendência. Morreu em Twickenham, Inglaterra, no dia 2 de Julho de 1932 com um edema da glote.

   A 2 de Agosto os restos mortais do Rei foram trasladados para Portugal onde repousam no Panteão Nacional. FS          

Mais sobre mim

foto do autor

VISITAS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D