Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

______BUÇACO______

TEXTOS ,SUBSÍDIOS, APOIO

______BUÇACO______

TEXTOS ,SUBSÍDIOS, APOIO

28
Jun07

DO BUÇACO,DO LUSO, DO CANTARO

Peter

BUÇACO,

TAMBÉM DO LUSO

 OU DO CÂNTARO

.

.

Também chamada do Luso, de Carvalho ou do Cântaro, a Serra do Buçaco estende-se na direcção nascente poente desde a chamada livraria do Mondego perto de Penacova, até á Cruz Alta seu ponto mais alto, por vinte quilómetros de cume. Para o interior estende-se a Beira Alta por um mar ondulante de colinas de pequena altitude até ao recorte do Caramulo, do Açor e da Estrela, para o litoral a planura abre-se livremente até ao oceano Atlântico.

   Se é certo que muita da vegetação nativa era anterior á presença dos frades carmelitas descalços,  verdade que foi a sua instalação e a consequente acção de plantio que inundou, digamos assim, este parque botânico de variadas espécies, trazidas com abundância do mundo português por diligentes priores que tudo fizeram por expandir a fé no mundo descoberto.

   Notícia de Frei João Batista, nascido em Silves, refere que durante treze anos de vida cenobita plantou há sua conta grande número de espécies com zelo igual no poiso e na conservação. Diz bem a regra conventual ao fazer depender de decisão do capítulo, que era o órgão máximo da estrutura do convento, o abate das espécies.

   Pouco tempo depois da vinda dos frades penitentes, foi introduzido o chamado cupressos lusitânica ou cedro do Buçaco como ficou conhecido, para uns espécie nativa já existente, para outros trazido pela diligência dos missionários. Duma forma ou doutra, o viveiro foi fértil e a árvore multiplicou-se em pouco tempo e difundiu-se pelo país inteiro com o batismo que lhe foi dado. Dos primitivos exemplares sobrevive ainda o cedro de S. José plantado entre 1650/1660. Nativos ou oriundos de Goa, do México ou Líbano ou até da vizinha cidade de Coimbra, adaptaram-se excelentemente ao húmus das encostas e são hoje um símbolo vivo da riqueza da mata.

  A origem do Buçaco perde-se em testemunhos abundantes sobre a região e é desde tempos antigos referência privilegiada. 

  No princípio do século X, em 919, numa doação do lugar de Gondelim feita por Gundezindo ao mosteiro de Lorvão, refere-se a situação daquele lugar “ com seus vales que descem do monte Buzaco”. Quase um século depois, no ano de 1006, outra doação ao mosteiro da Vacariça, situa o lugar de Vila Nova, subúrbio de Coimbra, perto do monte Buzaco. Em 1094, juntamente com bens pertencentes ao mesmo mosteiro da Vacariça passa á jurisdição e posse da Sé de Coimbra. Em documentos de épocas posteriores citam-se lugares como Luso, Aguim, Horta, Tamengos, Casal Comba e outros, tomando sempre o Buçaco como referência indiscutível.

  Etimologicamente não é conhecido o fundamento do nome, apenas explicações onde a lenda e a presunção tomam lugar principal. Há quem associe o nome ao penitente deserto de Sublaco, em Itália , fundado por S. Bento e há quem veja na serra numa suposta gruta, um negro fugitivo das galés a assolar povoações vizinhas em busca de sustento. A sua boçalidade deu-lhe nome de boçal e deste boçal erectus derivou depois Buçaco na tradição popular. Mas pode derivar simplesmente de boscum sacro ou da expressão popular “naquele monte, saco bus”.

 Napoleão, ao escrever as suas memórias em Stª Helena, chamou-lhe de Alcoba, uma clara confusão com o vizinho Caramulo.

  Subsistiu mais de duzentos anos o convento de Santa Cruz do Bussaco , foi extinto pelo decreto de Maio de 1834 com todos outros mosteiros masculinos do reino.  FS

 

 

 

Consultar:

Guia de Portugal,III,Beira Litoral,Fundação Cloute Gulbenkian

Guia Histórico Viajante no Buçaco-Simões de Castro

Novo Guia Histórico do Bussaco-Carvalhão Santos

Caracterização Mata nacional do Buçaco-Álvaro Santos

Crónica Carmelitas Descalços- Frei J Sacramento

A Mata do Buçaco-Jorge Paiva

Memórias do Buçaco-Forjaz Sampaio

Soledades do Bussaco-B.Lacerda

Bussaco-Palace Hotel- J.T.Silva e outros

Mais sobre mim

foto do autor

VISITAS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D