Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

______BUÇACO______

TEXTOS ,SUBSÍDIOS, APOIO

______BUÇACO______

TEXTOS ,SUBSÍDIOS, APOIO

28
Nov22

NATAL FOLCLÓRICO


Peter

portaescada.jpg

Pormenor da Via  Sacra do Bussaco, uma jóia na mão duma fundação de curiosos, por demissão do Governo deste país na manutenção do património que nos é comum. Mais uma decisão da partidarite  crónica e duma politica de autoritarismo retrogado. Iluminações, festas , ranchos ,  num templo botânico,  estão montados num natal pacóvio e anti turismo para quem vem encher garrafões de água â fonte de S.João de maneira industrial e gratuitamente.

06
Nov22

INQUISIÇÂO E PIDE NO BUÇACO


Peter

buçaca.jpg

Em mais ou menos pouco tempo o tempo volta atráz , e isso acontece na Mata Nacional do. Buçaco , onde tudo é possivel mercê da demissão do Estado na gestão do seu património.  A fundação politica dos tempos de Socrates , está a fechar  o acesso â Mata Nacional  construindo enormes portões de ferro para  controlar quem entra. Retiraram os guardas florestais para os substituir por grades. Da  história local, consta que a Mata, extintas as ordens  religiosas em 1834, passou para o património do reino e desde então ficou aberta ao publico. Como acontece com o Gerês ou Sintra ou a Margaraça e outros patrimónios nacionais. Dos carmelos existentes,  o da Serra de França, na  Espanha e o de Varazze, na Itália, ambos são espaços livres e até com a presença de  monges. O Buçaco volta  ao periodo inquisitorial e pidesco, proibe-se ao cidadão a entrada no patrimóno. Com que moral e lei se retira à freguesia do Luso e ao país, a liberdade que sempre teve? Nova Pide? È o que passa pela mentalidade  inquisitorial de quem determina regras,  sobre o património que lhe não pertence?  Neste caso particular, o municipe paga bem, para lhe retirarem dinheiro dos bolsos próprios, uma vez que a Câmara, inadvertidamente, sustenta com capital próprio o que não é seu. A saque ou saqueado, o municipe concelhio paga  o trabalho alheio sem saber porque razão. A freguesia, por sua vez, porque silencia o que se passa no território?  A terra não tem voz? 

05
Nov22

CASA DOS LEÕES OU DOS BISPOS


Peter

casa dos bispos.jpg

Esta imagem da Casa dos Bispos da autoria de Alberto Ferreira, o editor,  entrou em  ruinas por falta de ocupação e acabou por ser arrasada. Chamada Casa dos Bispos, porque ali residiam os bispos quando vinham ao Convento, mas também Casa dos Leões, mercê das duas imagens de leões que ornamentavam a porta da entrada, uma de cada lado na parede frontal.  A Casa situava-se no atual estacionamento  junto ás estufas , onde começava a vereda que levava à nascente da Fonte Fria. Lembro-me desta estrutura e do seu desmantelamento, o mesmo que aconteceu á  ruina da Casa dos Tàvoras , um pouco abaixo na direção do Caifaz. Foi uma obra perdida que caiu em ruina por descuido do bispado, após a extinção  dos conventos em 1834, em pleno século de lutas liberais.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub