Terça-feira, 22 de Julho de 2008

TERMAS DO LUSO

 

               

 

TERMAS    DO    LUSO
 
 Quatro hotéis, várias clínicas de estética, spa’s, ginásios, dezenas de estabelecimentos comerciais, centros de investigação, parque industrial, mil empregos, saúde, beleza, bem estar, enfim cinquenta milhões para investir, se aparecer por aí um rei Minos, lembram-se do rei Minos... ???
 A propósito, ainda este ano me mascarei pelo natal e o meu neto comeu-a quando debaixo da barba branca, seguro da mística figura arremedei a voz grossa dum fadista de Lisboa e disparei, entrando de rompante na sala de jantar :
   -Ah!... Ah!... Ah!... chegou o pai natal !!!!!!
 Olhou silencioso, depois admirado, espantado e finalmente encantado! Entre respeito e medo, não me reconheceu! Tem três anos …! Não me desmanchei, mas perante um sapatito pequeno, piccolo, piccolo, que nem se via debaixo das bugigangas, relembrei os meus magros tempos de criança e murmurei para comigo:
   -Não há fome, que não dê em fartura!!!!
    O Luso está na mesma.
   -Não há fome que não dê em fartura!!! Diz-se...
    E dei comigo a pensar:
 - ...se até aqui era a concessionária das águas a enganar o Luso e o Concelho com as suas promessas, agora é um executivo da Câmara politicamente alucinado que se junta ao coro, tentando vender aos eleitores a mesma cartilha que há vinte anos lhe vem sendo impingida pela concessionária , isto é, sonhos, mentiras e incumprimentos!
 Numas termas que, de degradação em degradação, caíram em agonia permanente, a fartura é tanta que o pobre não só desconfia, não acredita...! Nem concessionária nem câmara têm crédito para oferecer seja o que for porque a verdade é que já não se pode acreditar   em quem não nutre o mínimo respeito pelo factor humano dirigindo-lhes sucessivas e insultuosas lérias.
 O administrador sal que esteve na apresentação privada da estratégia encomendada pelo município para o Luso , pediu com todo o á vontade a paciência das pessoas para o seu próprio plano do Luso 2007 que já devia estar executado e nem sequer projecto tem. Segundo relata a imprensa que esteve presente, metendo as mãos pelos pés pediu ao Luso que se tranquilizasse, dando conta que a empresa não perdeu de vista a restruturação do Luso-cujo projecto previa o inicio das obras em 2007-pedindo paciência á população e tranquilizando-a ao dizer que brevemente o projecto começará a ser desenvolvido.
 É curioso que se tenha esquecido de que o plano apontava para 2007 como ano de inauguração e não do começo de obras, e é tanto mais sintomática esta afirmação na medida em que não se acredita que o administrador não saiba a calendarização dos compromissos da sua empresa . Também não se sabe se aquele administrador sabia ou não sabia, ele não o disse, se naquele momento a empresa ainda era propriedade da Newcastle , ou se já era   da Heineken, pois acabara de ser transaccionada mais uma vez, por tal motivo não chegaremos a saber em nome de qual empresa falava e prometia e não acreditamos que a distraída Câmara da Mealhada o não soubesse. Soubesse ou não, calou. É preciso dizer basta a políticas de branqueamento quer de incapacidades , quer de incompetências ou de preparativos de futuros actos eleitorais.
   Numa leitura transversal a vinte anos de promessas feitas, é legitimo concluir que se tratou de mais uma mistificação desta vez com a conivência e apoio duma autarquia que não entende nem defende os interesses do município. Não é que o plano estratégico não seja necessário , neste capitulo a câmara anda atrasada quatro anos, desde que lhe foi sugerida a urgência dum plano e duma nova empresa para as termas, porém não é dum plano irrealista e megalómano que se precisa ,mas dum plano exequível, razoável, com alicerces, sustentação e credibilidade.
   É mais que oportuno saber até onde vai o apoio da concessionária á construção de quatro novos hotéis, se há bem pouco tempo vendeu o Grande Hotel que era um dos marcos da hotelaria do centro do país e lhe pertencia ! Para quê mais quatro hóteis se a capacidade hoteleira instalada está longe de ser ocupada a cinquenta por cento ? Quem delineou a estratégia conhece a realidade das termas do Luso ? Parece tratar-se duma brincadeira , não das brincadeiras de carnaval a que estamos habituados, mas coisa mais séria e responsável !
   A Câmara da Mealhada, em termos políticos absolutamente ignorante e desnorteada em relação ao Luso e a uma politica termal, tenta lavar as mãos que tem completamente sujas por incapacidade na obrigação de fazer cumprir o plano Luso 2007, comprando ela própria uma estratégia para a qual não tem competência suficiente enquanto a concessionária da água de mesa for a mesma concessionária das termas e não definir ela própria até onde vai a sua intervenção, com quem, com que abertura , com que estrutura ou com que parceiros ,já que por ela própria também é há muito tempo evidente que não quer , não sabe, não lhe interessa nem   pretende intervir nas termas . Isto, que é tão claro como a água, para a Câmara da Mealhada é chinês, e tanto mais chinês desde que em termos políticos se vendeu em definitivo pelos tostões litros.
 Se a concessionária queria intervir nas termas, não tinha vendido os terrenos para onde projectava a modernização. Não tinha cedido o hotel nem deslocado o seu apoio administrativo para Vila Franca de Xira. A concessionária quer apenas vender água e levar os lucros para fora do município, não quer mais nada.
 Para os sucessivos proprietários, umas modestas termas perdidas num cubículo da europa, internacionalmente desconhecidas, penduradas em negócios do liberalismo selvagem em que a desregulamentação e a impunidade dominam, servem para alguma coisa? Não pondo sequer a hipótese da sua sobrevivência, concluem que se isso não dá uns milhões, fechem-se. Depois, acabam por saber que é nestas termas que está pendurada a concessão da venda da água de mesa e aí, travam, mandam remendar o telhado, substituir três ou quatro banheiras partidas e não fecham a porta. Porque não podem. Têm medo. Pelo que se vê, sem razão, mas têm mêdo !
 E nós, nós autarquias, nós ministérios, nós governos, não temos uma concessão para discutir ? Ou nem aquilo que é nosso sabemos defender ??? Quem lucra ?????
 Na minha opinião, de positiva, apenas a presença da CCRC, disposta, com o quadro de apoio existente, a colaborar. Mais claro que a presença não vejo como, mas será que os projectos , como se ouviu, aparecem ? Ou será sempre e só o escandaloso golf ao lado dos carris e do barulhento nó ????
   Também como mera opinião, os autarcas deviam ter a honestidade política suficiente para reconhecer os seus condicionamentos, demitindo-se, dando assim lugar a eleições antecipadas capazes de gerar, no menor espaço de tempo, um executivo capaz de perceber o sítio onde vive e aproveitar as oportunidades que surgem..
 Quanto ás termas, não há ninguém que as viva que não saiba, até empiricamente, dizer como começar. SAL e Câmara é que não querem entender. Estranha cegueira !
Nervi,Fev.2oo8                                                                       lusotemas.blog.com
 
publicado por Peter às 17:37
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. MONUMENTO NACIONAL

. APOCALIPSE

. CARACOL RAIADO

. QUEM ACODE Á MATA ????

. PALACIO

. A CERCA

. BANCOS

. CALVÁRIO

. VIA SACRA ,VEREDA

. ERMIDAS AO ABANDONO

. CAPELA DE S.ANTÃO

. SILVEIRAS DA VIA SACRA

. O PERIGO É A FUNDAÇÃO

. OS FOGOS E O BUÇACO

. CRUZ ALTA

. RIO DA MULA

. DO LUSO AO BUÇACO

. ALICE

. DIA DAS FLORESTAS

. ÁLCACER QUIBIR

. O BUÇACO

. BUÇACO VERSUS SINTRA

. DESTRUIÇÃO DO BUÇACO

. BOLA DE FOGO NO BUÇACO

. EXPOSIÇÃO ESTIVAL

. RAMPA DO BUSSACO

. ROMARIA DA ASCENÇÃO

. CERCO DE BADAJOZ

. AURORA

. PORTA DO TELEGRAFO

. PORTA DE SULA

. ESTÁ TUDO GROSSO...

. BTL-LUSO-BUÇACO

. CRUZ ALTA

. L'EFFETTO SERRA

. PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE ...

. A SENHORA CRISTAS

. SUBI LENTO À CRUZ...

. DESFILE

. CRUZ ALTA DO BUSSACO

. 205ANOS BAT BUSSACO

. BUÇACO ESQUECIDO

. TJOLOHOLMS SLOTT

. A BATALHA E O CONVENTO

. SUBIACO

. 1904-POSTAL

. SEGUNDA-FEIRA

. CAPELAS EM RISCO

. AQUI COMEÇA A VIA

. O PORTÃO DOS PASSARINHOS

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favoritos

. ♥ Lay all your love on me...

.links

.as minhas fotos

.VISITAS

blogs SAPO

.subscrever feeds